1 de agosto de 2022

ITAITUBA/PA - AGRESSOR DE ESPOSA MORRE AO SER BALEADO AO ATACAR POLICIAIS MILITARES

0
Josias Ferreira dos Santos, agressor

Os casos de feminicídio registrados entre os meses de março e abril deste ano aumentaram em 22,2% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo levantamento realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública junto aos órgãos de segurança de 12 estados do país e divulgado em 1º de junho do ano em curso. 

E como um infeliz aumento dessa estatística, na madrugada do último sábado (30), um homem de 52 anos, identificado como Josias Ferreira dos Santos, morreu durante uma abordagem da Polícia Militar (PM) no garimpo Água Branca, região garimpeira de Itaituba, sudoeste do Pará. Morte ocorreu depois que o homem atacou os policiais que estavam na ação.

Segundo informações, Josias foi denunciado após andar pela comunidade armado com um facão, enquanto arrastava pelos braços sua companheira, identificada como Bernardete Lopes, de 55 anos. Diante das circunstâncias, uma guarnição policial se deslocou até o endereço indicado.

Nas proximidades do local, uma testemunha informou que escutou uma gritaria que suspostamente viria da residência onde haveria a briga entre o casal. Chegando no local, os policiais bateram na porta perguntando o que estava acontecendo; quando a porta foi aberta, Josias veio ao encontro dos policiais e já partiu para cima do Cabo PM Diego, que tentou imobilizar o agressor.

Neste momento, o suspeito pegou uma barra de ferro e atacou o policial que, desequilibrando-se, caiu em cima do degrau de uma escada. Em seguida, o suspeito tentou tomar a arma de fogo do Sargento Genilson, que efetuou dois disparos para baixo, atingindo as pernas de Josias, evitando assim que ele tomasse o seu armamento.

Em seguida, os policiais chamaram o socorro, que levou Josias para ser atendido no hospital, mas o agressor não resistiu aos ferimentos e evoluiu a óbito antes de chegar na Unidade Hospitalar. O corpo de Josias Ferreira está sendo velado na funerária Itaguapax no município de Itaituba.

Diante desse infeliz quadro de aumento da violência contra a mulher, os estados que registraram as maiores taxas de feminicídio – muito superiores à média nacional — foram Tocantins, Acre, Mato Grosso do Sul
Mato Grosso.

Já os estados com as menores taxas é liderada pelo Piauí, com 2,71/100 mil, seguido por Santa Catarina, com taxa de 3,28; São Paulo, com 3,74; Maranhão, com 4,63; Rio Grande do Sul, com 4,64; e Amazonas, com 5,07 casos de fiminicídio por grupo de 100 mulheres.

Assim, diante desse cenário aterrador para as mulheres, é necessário que, em todos os estados do país, os policiais estejam capacitados para identificar casos de feminicío, fazendo a distinção entre esse tipo específico de crime e um homocídio doloso simpes, que não envolva alguma das situações descritas pela lei 13.104/2015.

Fonte: matéria adaptada do Giro Portal
Author Image
AboutNSussuarana

Soratemplates is a blogger resources site is a provider of high quality blogger template with premium looking layout and robust design

Nenhum comentário: