ITAITUBA/PA - CIDADE TEM SEGUNDO ÓBITO POR SUSPEITA DE COVID 19.

 

Um homem de 44 anos, que estava hospitalizado no Hospital Município foi a segunda vítima fatal do coronavírus em Itaituba, hoje. Ele estava internado, em princípio, para tratar de problemas cardíacos.

O homem chegou a apresentar melhoras acentuada, a ponto de os médicos terem cogitado dar alta. Todavia, seu quadro agravou-se de ontem para hoje, vindo a óbito.

Segundo as informações que o blog levantou, o paciente começou a apresentar alguns sintomas do Covid-19, tais como, muita tosse e falta de ar aguda, até morrer. Foi coletado material que vai para exame quando se saberá se foi mesmo de coronavírus que ele morreu.

O prefeito Valmir Clímaco informou que mandou providenciar o sepultamento imediato do corpo para evitar a propagação do vírus num possível velório, para evitar o que ocorreu no caso do motorista de uma cooperativa, onde várias pessoas participaram do velório.

Valmir disse que não sabe mais o que fazer com  parte da população que insiste em não ficar em isolamento social ou manter o correto distanciamento, entender que o mundo está travando uma guerra contra um vírus, que é mortal.

O prefeito já mandou arrancar as traves do campo da rua 34ª, no bairro Santo Antônio para evitar que as partidas de futebol e as peladas continuem. Poderá fazer o mesmo com outros campos, caso insistam em jogar bola.

O gestor aguarda decisão do governador Helder Barbalho, que pode baixar decreto determinando lockdown, de hoje para amanhã em todo o estado, em função da agravação da pandemia. Se sair o decreto, Itaituba também poderá ter decisão semelhante.

O lockdown é o bloqueio total e não se trata de uma mera recomendação, mas sim de uma imposição determinada por lei ou por decisão judicial.

Esse é o nível mais alto de segurança e pode ser necessário em situação de grave ameaça ao Sistema de Saúde. Todas as entradas do perímetro determinado (cidade, estado ou país) são bloqueadas por profissionais de segurança e ninguém tem permissão de entrar ou sair.

Além da proibição de circulação, todas as atividades ficam interrompidas, ainda que por curto período de tempo. O lockdown é eficaz para reduzir da curva de casos e dar tempo para reorganização do sistema em situação de aceleração descontrolada de casos da doença e de óbitos. Segundo o Ministério da Saúde, “países que implementaram, conseguiram sair mais rápido do momento mais crítico”. (Jornal o Estado de Minas)

A estupidez de algumas pessoas pode chegar ao ponto de, como no caso de uma mulher que ligou para o prefeito querendo detalhes do exame da primeira morte por coronavírus.

Ele explicou que se ela entrasse na página da prefeitura, encontraria lá as informações. Ela disse que queria que ele providenciasse a impressão de uma cópia e mandasse alguém deixar na casa dela. O cúmulo do abuso.

Enquanto o prefeito se descabela aqui e o governador em Belém, o irresponsável do presidente da República, Jair Bolsonaro, continua desafiando o bom senso, participando de protestos em Brasília contra o isolamento social.

Bolsonaro representa um grande perigo para o país, hoje, diante da pandemia que ele ajuda a piorar quando, insistentemente, prega a quebra do isolamento e pede para todo mundo voltar ao trabalho.

Feito gado, seus seguidores seguem o berrante do vaqueiro que conduz a manada para o abatedouro, no caso, a morte. Com um presidente como esse, o Brasil não precisa de inimigos.

Texto adaptado de postagem de Jota Parente.

Postar um comentário

0 Comentários