COVID-19 - PRESO EM BELÉM CARIOCA FORAGIDO POR COMPRA ILEGAL DE RESPIRADORES

PF prende em Belém empresário envolvido na compra ilegal de respiradores no Rio de Janeiro

A Polícia Federal do Pará cumpriu na manhã de sexta-feira (08), o mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça Estadual do Rio de Janeiro contra um suspeito de obter vantagens na compra emergencial de respiradores para pacientes de covid-19 no estado fluminense. A Polícia Federal não divulgou o nome do homem detido no Pará, mas confirmou se tratar de um dos acusados da Operação Mercadores do Caos, deflagrada no Rio de Janeiro na quinta-feira (07).

Em Belém, a Polícia Federal informou que recebeu o mandado e o cumpriu porque foi avisada que o foragido estava na capital paraense. 

Na quinta-feira (07), a Justiça do Rio de Janeiro atendendo solicitação do Ministério Público autorizou o governo estadual fluminense a utilizar os aparelhos respiradores apreendidos na Operação Mercadores do Caos, da Polícia Federal. Na mesma quinta-feira, a citada “Operação” deteve quatro pessoas suspeitas de obter vantagens na compra dos aparelhos médico-hospitalares.

Até então, haviam sido presos na operação: Gabriell Carvalho Neves Franco dos Santos, Gustavo Borges da Silva, Cinthya Silva Neumann, Aurino Batista de Souza Filho. Todos levados à Cidade da Polícia. Glauco Octaviano Guerra era o único foragido, o que leva a suspeita de ele ser o homem detido nesta sexta-feira, em Belém.

Glauco Octaviano Guerra, aposentou-se como auditor-fiscal em dezembro passado. Ele é sócio da MHS Produtos e Serviços, uma das empresas com contratos suspeitos para o fornecimento de respiradores.

Guerra chegou a ser chefe substituto da Delegacia da Receita em São Paulo e julgador da oitava turma do órgão. No Rio, estava sendo investigado pela Corregedoria da Receita.

Segundo a Justiça do Rio de Janeiro, Gabriell e Gustavo atuaram, de acordo com as investigações, nos processos administrativos suspeitos. Cinthya Silva Neumann é sócia da empresa Arc Fontoura Indústria e Comércio e Representações Ltda, que venceu o primeiro processo administrativo de contratação, com R$ 169,8 mil por respirador, somando valor correspondente a R$ 67.920.000,00. As investigações, no entanto, não encontraram provas da entrega dos respiradores ao poder público.

Fonte: O Liberal e O Antagonista

Postar um comentário

3 Comentários

Anônimo disse…
Foto errada esse não é o guerra, falha grave tira a credibilidade do site.
NSussuarana disse…
Boa noite. Caro anônimo, tal foto, conforme consta no blog, foi tirada do sítio de noticia O Antagonista. Agradeço sua visita e seu alerta, que, na medida do possível, será consertada, mas não será apenas um erro involuntário que irá comprometer a credibilidade do blog.
NSussuarana disse…
Anônimo das 23h57min, após várias pesquisas, a foto constante nesta postagem corresponde ao ao Glauco Otaviano Guerra e, também, a Gabriell Neves, conforme se verifica nos endereços abaixo. Então, fica difícil saber quem é quem. Mas posso te afirmar que a imagem do Glauco constante na reportagem do RomaNews, não condiz porque é de uma pessoa bem nova, sendo que o Glauco Guerra é servidor aposentado da Receita Federal, o que se depreeende que ele deva ter, no mínimo, uns 55 anos de idade. Assim, diante dessa confusão, a imagem será retirada desta postagem.

1) https://extra.globo.com/noticias/rio/respiradores-apreendidos-em-acao-que-resultou-na-prisao-de-ex-subsecretario-do-rio-serao-usados-na-rede-publica-rv1-1-24416215.html
2) https://www.oantagonista.com/brasil/foragido-da-operacao-mercadores-do-caos-foi-auditor-fiscal/

3) https://avozdaserra.com.br/noticias/preso-ex-subsecretario-estadual-de-saude-por-suspeita-de-fraude

4) https://www.ataqueaoscofrespublicos.com/noticias/ex-subsecretario-do-rio-e-detido-por-suspeita-de-fraude-na-compra-de-respiradores/

5) https://bandnewsfmrio.com.br/editorias-detalhes/ex-subsecretario-de-saude-do-rio-e-preso-por