10 de maio de 2022

BRASIL - MILITARES BOLSONARISTAS DO EXÉRCITO BAMBURRAM COM DINHEIRO PÚBLICO

0
Portaria faz generais do governo ganharem até R$ 350 mil a mais ao ano
Após medida editada pelo presidente Jair Bolsonaro, militares da cúpula do governo podem acumular salários e aposentadorias acima do teto

A portaria assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) em abril de 2021 que autoriza o acúmulo de salários e aposentadorias acima do teto constitucional fez com que os generais integrantes do atual governo possam receber até R$ 350 mil a mais por ano, de acordo com informações da Folha de São Paulo.

Defesa, Walter Braga NettoHugo Barreto/Metrópoles

A proposta beneficia o próprio presidente, o vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos), ministros militares e um grupo com cerca de mil servidores federais que tinham desconto na remuneração, medida cujo principal objetivo era respeitar o teto constitucional.

Perguntado por diversas vezes sobre o assunto, Heleno despistou inicialmente. "Ih, rapaz, que bom hein!? O que é que você acha?". Depois, afastou a possibilidade, dizendo que "era conversa"Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Ministro Luiz Eduardo Ramos em conversa ao pé do ouvido com o presidente Jair Bolsonaro - Metrópoles

Bolsonaro e Hamiltom Mourão em evento no Planalto. Eles vestem terno e gravata e tem cabelos escuros. Ainda em 2018, filiou-se ao Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) e, após resultados das eleições no mesmo ano, foi eleito vice-presidente na chapa de Bolsonaro - Isac Nóbrega/PR

Militares que ocupam cargos no primeiro escalão do governo Bolsonaro ganham mais do que os ministros que integram o Supremo Tribunal Federal (STF) – que recebem o salário de R$ 39,3 mil, o teto do funcionalismo público.

De acordo com a Constituição Federal, a remuneração para cargos públicos, pensões e outros benefícios não pode ultrapassar o salário dos ministros do STF.

O ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, foi o maior beneficiado com a medida, com direito a receber R$ 874 mil nos últimos 12 meses. Caso o teto salarial fosse respeitado, o general receberia R$ 350,7 mil a menos em seu contracheque.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, general Augusto Heleno, acumulou nos últimos 12 contracheques R$ 342 mil acima do teto, com R$ 866 mil.

Quando a portaria foi publicada, o general Heleno disse em entrevista ao UOL que a medida era legal, mas não era ética.

O ex-ministro da Defesa e possível candidato à Vice-Presidência na chapa de Bolsonaro, general Walter Braga Netto, recebeu R$ 306 mil a mais em um ano.

Militares e professores

Além dos ministros do governo Bolsonaro, ex-integrantes das Forças Armadas que passaram em concursos públicos ou professores universitários integram a lista de funcionários que recebem além do teto constitucional.

Os militares receberam o primeiro pagamento em junho de 2021, referente ao período trabalhado em maio do ano passado.

Entretanto, o Ministério da Economia definiu que a mudança na regra passou a valer no fim de dezembro de 2020. Na ocasião a Advocacia-Geral da União (AGU) divulgou um parecer a favor da mudança.

Author Image
AboutNSussuarana

Soratemplates is a blogger resources site is a provider of high quality blogger template with premium looking layout and robust design

Nenhum comentário: