22 de março de 2022

SANTARÉM/PA - CHUVA PESADA CASTIGA A CIDADE

0
Santarém recebeu 120 mm de chuvas em apenas 10 horas, maior do ano
Vários pontos da cidade foram prejudicados pelo enorme volume de água

Equipes estão nas ruas desde cedo realizando trabalhos pontuais

A chuva de 120 milímetros (mm) registrada na área urbana de Santarém entre as 21h de ontem, 21, e as 07h desta terça-feira, 22, é a maior do ano em um único dia até o momento.

Assista os vídeos do alagamento na av. Tapajós



Vários pontos da cidade foram prejudicados pelo enorme volume de água. A Coordenadoria de Defesa Civil está em campo atendendo a 32 ocorrências registradas até o momento. Equipes das Secretarias Municipais de Urbanismo (Semurb) e Infraestrutura (Seminfra) estão realizando serviços de recuperação em diversos pontos atingidos pelo grande volume de chuva. 


“Na primeira semana de fevereiro recebemos cerca de 100mm em um único dia. Hoje, ultrapassou essa marca e diversos pontos da cidade foram prejudicados. 

Voltamos a fazer o alertar para quem constrói em áreas de risco e quem joga lixo e entulhos na rua. Os sistemas de drenagens obstruídos ficam incapazes de escoar todo esse volume de água”, disse Darlisson Maia, coordenador da Defesa Civil. 


Os agentes de limpeza públicas e equipes técnicas numa ação integrada entre Secretarias municipais, estão desde as primeiras horas de hoje executando os trabalhos de remoção dos lixos e entulhos, das entradas das galerias da avenida Tapajós, para a desobstrução dos sistemas de drenagem da Orla de Santarém, raspagem de ruas, manutenção asfáltica. 


“Nossas equipes estão desde cedo nas ruas trabalhando em trechos atingidos pelo grande volume de chuva durante a noite”, informou Jean Murilo, titular da Semurb. 

Vários trechos estão recebendo os serviços: Dom Frederico Costa, Marcilio Dias, Avenida Tapajós, Plácido de Castro com Antônio Justa, Idelfonso Almeida, Turiano Meira entre Castelo Branco sentido Edivaldo Leite, José Agostinho entre Haroldo Veloso e Elinaldo Barbosa, Mendonça Furtado, Moaçara entre Curuá-Una e Sérgio Henn, entre outros. 

Para entender melhor o porquê dos alagamentos na av. Tapajós, basta ver as imagens abaixo para se notar que esta parte da cidade tinha o mesmo nível em relação ao rio Tapajós e que o aterro em frente da cidade neste trecho, não elevou o nível dessa relação  rua-rio, o que hoje ocasiona o alagamento da av. Tapajos no trecho que vai do prédio da Receita Federal até às  proximidades do Mercadão 2000. Ou seja, é a natureza pegando de volta o que é seu!

Frente de Santarém durante o inverno quando as águas chegavam próximas dos prédios — Foto: IHGTap/Acervo

Barcos em frente à cidade de Santarém em 1908. Atualmente o local é conhecido como Orla de Santarém — Foto: IHGTap/Acervo
 
Santarem em frente à  Igreja Matriz
Foto: IHGTap/Acervo

Orla de Santarém com O Castelinho
Imagem: Santarém  Saudosa (Facebook)
Rua Lameira Bittencourt  em 1960. Nota-se que nesta época os lojistas usavam pequenas passarelas para adentrar nas lojas por causa da enchente do rio Tapajós.
Imagem: Santarém  Saudosa (Facebook)

Matéria adaptada do Portal Santarém
Author Image
AboutNSussuarana

Soratemplates is a blogger resources site is a provider of high quality blogger template with premium looking layout and robust design

Nenhum comentário: