9 de janeiro de 2021

BARBÁRIE - FILHO MATA A MÃE ESTRANGULADA

0
O corpo de Albertina só foi descoberto na manhã de quarta-feira (6), pela filha mais velha da vítima.

Autor: Fonte: Uol

| Reprodução Facebook

Um jovem de 20 anos foi preso após matar a mãe com um golpe conhecido como mata-leão, em Joinville (SC). Leonardo Schmitz Tasca confessou o assassinato à polícia e deu detalhes sobre o crime.

Albertina Schmitz Tasca, de 61 anos, foi morta dentro de casa na madrugada do último sábado (2). Seu filho a estrangulou com o golpe após uma discussão. Em seguida, Leonardo enrolou o corpo da mãe em um lençol e colocou dentro do banheiro.

De acordo com o delegado Roberto Patella, Leonardo Schmitz Tasca confessou a morte e contou, ainda, que trancou o corpo da mãe no banheiro e chamou amigos para beber em casa durante o fim de semana. “Ele deixou ela trancada e durante o fim de semana levava pessoas para tomar bebida em casa. Contou com detalhes e falou que não imaginava que iria matá-la, mas não acredito em arrependimento, tanto que curtiu o fim de semana com os amigos com a mãe morta no banheiro. Não demonstrou remorso algum e confessou o crime de maneira bem tranquila”, conta.

O corpo de Albertina só foi descoberto na manhã de quarta-feira (6), pela filha mais velha da vítima. O imóvel estava trancado pois Leonardo, que morava com a mãe, fugira levando duas televisões 50 polegadas e o carro dos pais.

A filha acionou a PM, que após buscas encontrou o assassino junto com outras duas pessoas sem participação no crime. Ele foi preso e na delegacia confessou o assassinato. Leonardo possui passagens por furto e lesão corporal.

“Ele se valeu que a mãe se virou de costas e deu um mata-leão nela. Conforme Leonardo contou, ela não esboçou reação, não gritou. Quando percebeu, ela já estava morta. Ele cobriu o corpo dela, trancou o quarto e furtou os dois televisores da residência para vendê-los”, afirmou o delegado.

Ele afirmou também que depois do crime voltou à casa dias depois para buscar alguns pertences. O mesmo relato foi feito com riqueza de detalhes pelo jovem em depoimento ao delegado de Polícia Civil, Roberto Patella Júnior, que liderou os procedimentos da prisão em flagrante.

"Ele tinha um desentendimento frequente com a mãe, relatado inclusive por testemunhas, no qual ela mantinha sempre a porta do quarto dela trancada quando estava em casa para evitar que ele entrasse lá, porque ela tinha medo dele. O crime ocorreu durante uma dessas discussões", aponta.
Author Image
AboutNSussuarana

Soratemplates is a blogger resources site is a provider of high quality blogger template with premium looking layout and robust design

Nenhum comentário: