10 de novembro de 2020

ÍTAITUBA/PA - FEIRANTES NÃO QUEREM IR PARA O NOVO MERCADO MUNICIPAL

0

Mercado Municipal  - Imagem: plantão24horas

Apesar de todo o esforço do governo itaitubense de Valmir Climaco (MDB) para a construção do Mercado Municipal Beira-rio, localizado na av. São José, que durantes anos envergonhava os itaitubenses, os feirantes não desejam ocupar o prédio e têm colocado várias dificuldades para a ocupação do prédio novo.

O belíssimo Mercado Municipal, agora rebatizado em homenagem ao grande cidadão itaitubense por adoção, Armando Adhemar Núñes Miqueiro, conta com 34 boxes, praça de alimentação, escritório, banheiros, inclusive para portadores de necessidades especiais. Desses 34 boxes, somente 28 são destinados aos feirantes e a diferença, 6 boxes, são destinados aos vendedores de peixe/carne. Porém, é de 107 o total de feirantes na Feira da Balsa.

Fachada do antigo Mercado-Imagem: blog Junior Ribeiro

Diante desse impasse, reuniões foram feitas entre a Associação dos feirantes e técnicos da Secretaria Municipal de Agricultura-SEMAGRA, sendo que em uma dessas reuniões, os feirantes estavam asessorados pela vereador Davi Salomão. 

Interior do antigo Mercado-Imagem: blog Junior Ribeiro

Nas reuniões, os feirantes foram firmes em afirmar que não iriam ocupar o novo mercado se todos os feirantes não fossem contemplados com boxes para trabalhar; questões como quem pagaria os custos pelo uso do Mercado e quem o administraria, foram abordadas nas reuniões; pelo município, toda a administração do Mercado ficaria ao encargo da Associação dos feirantes, assim como os sorteios dos boxes seria realizado pela Associação.

Mas o impasse que tornou inviável a ocupação pelos feirantes foi quanto à quantidade de boxes disponíveis, 28. Os feirantes querem que o governo municipal construa um novo mercado exclusivamente para eles e no mesmo local aonde se encontram!

Os feirantes querem, ainda, que a construção do novo mercado seja feito no mesmo local aonde trabalham em razão da facilidade aos clientes que chegam nas diversas embarcações que fazem linha no rio Tapajós e usam o Porto da Balsa como ancouradouro. 

Diante dessas exigências, e após reunião com o prefeito Valmir Climaco, a Associação apresentou um projeto desse novo mercado, orçado em um pouco mais de R$8 milhões; este prédio teria um grande paredão para o rio Tapajós e seria todo fechado. Em vista desse projeto, o prefeito afirmou que, pelo alto valor da obra, seria muito difícil conseguir verbas para a construção.


Em contrapartida ao projeto da Associação, o prefeito Valmir Climaco apresentou um outro projeto para a construção de um espaço para os feirantes no estilo Ver-o-Peso de Belém, construção essa que seria feita na av. São José, em frente ao prédio da Secretaria de Fazenda Estadual-SEFA, conforme vídeo acima.

No local aonde ainda se encontra a Feira da Balsa, ficaria destinado para a expansão da Orla itaitubense.

A SEMAGRA, diante da irredutível posição da Associação, e temendo futuramente ser responsabilizada pela não ocupação do Mercado Municipal, solicitou aos feirantes que assinassem um documento eximindo a administração de responsabilidade pela não ocupação do Mercado Armando Miqueiro (Beira-rio), dcumento esse que foi assinado por todos os feirantes associados, e que se encontra ao final desta matéria.

Também ficou acertado que os feirantes ficarão aonde se encontram em "...vista da necessidades de elaboração e aprovação de outro projeto pelo poder público, capaz de acomodar maior número de usuários...".

Vale ressaltar que a SEMAGRA, conjutamente com o SEBRAE, disponibiliza à Associação, uma vez por semana, cursos sobre assuntos de interesse e indicados pelos feirantes, como sobre o uso de máquinas de cartão, saúde, e etc.






Author Image
AboutNSussuarana

Soratemplates is a blogger resources site is a provider of high quality blogger template with premium looking layout and robust design

Nenhum comentário: